A origem pagã das tradições natalinas na Escandinávia

Ainda nos dias de hoje na Escandinávia, é muito comum encontrar ornamentos de palha,  cabras de St.Lucia, Tomtes e de Yule. A famosa cabrinha dos rituais de Yule é conhecida em sueco como ‘Julbock’, uma cabra que entrega presentes ao lado do Jultomte na noite de Natal. Tal como acontece com a maioria do folclore local, as origens desta tradição estão dentro das práticas espirituais escandinavas pré-cristãs.

Julbocken por Jon Bauer

Os estudiosos do povo acreditam que as origens do Julbock estão relacionadas com o deus nórdico Thor e suas cabras, Tanngrisnir e Tanngnjóstr. Essas duas cabras puxavam a carruagem de Thor e forneciam comida todas as noites, sendo abatidas e comidas pelo deus do trovão para se levantarem novamente na manhã seguinte. Uma antiga prática sueca relacionada a tudo isso é o sacrifício Juleoffer, ou Yule, no qual uma pessoa vestida de pele de cabra e carregando uma efígie de uma cabra seria simbolicamente abatida e depois voltaria à vida pela manhã. Esta prática foi mais provavelmente predada por sacrifícios reais, como sabemos que os nórdicos praticavam tanto sacrifício animal quanto humano. Este costume de Juleoffer saiu da prática com a ascensão do cristianismo e o Julbock foi condenado como um demônio.

O Juleoffer, domínio público

Registros históricos dos anos 1600 na Suécia falam de uma crença em Julbock, como se dizia que ele percorria o país na noite de Natal, exigindo oferendas e assustando os cristãos. Mais tarde, o Julbock seria reenquadrado como um ser bem-humorado que distribuía presentes durante o Christmastide, acompanhado pelo Jultomte, conhecido hoje como um duende que ajuda o velho Noel.

Julbok e Tomte por Jon Bauer

Antes do Papai Noel existir, a tarefa de entregar presentes nas casas era de Julbock e no seu folclore, ele gostava de embrulhar presentes com vários papéis e bilhetes com frases para enganar quem iria receber, até que o presente chegasse no seu verdadeiro dono. Uma brincadeira que fazemos até hoje em algumas tradições de final de ano como o tal do “amigo oculto”.

A cabra de Gavle

 

Um bom Natal para todos os nossos amigos cristãos e Happy Yule para os irmãos do hemisfério norte! Aqui no Brasil, celebraremos o Midsummer em clima de Natal. Fazer o quê? Hahaha.

 

————

Fonte: Patheos

Luana de Azevedo
luana.azevedoo@gmail.com

Publicitária, Fotógrafa e Storyteller.